Dracena, Domingo - 16 de Dezembro de 2018

O QUE ERA BOM FICOU MELHOR

 

O QUE ERA BOM FICOU MELHOR

 
A Faculdade Reges de Dracena se assemelha a vinho: conforme passa o tempo, ela fica melhor. Vai apurando a excelência, seus professores vão se aperfeiçoando e os alunos vão respeitando-a cada vez mais e sendo respeitados como pessoas cultas. É preciso frequentá-la para poder sentir como essa instituição de ensino é vital para o desenvolvimento de Dracena.
Há uma sensação de carinho e sabedoria pairando no ar que transforma o mais rebelde aluno em aprendiz aplicado. É uma escola em que se nota o interesse do aluno em usufruir as oportunidades que lhe são apresentadas. 
Hoje se colhem os resultados do que foi plantado. A faculdade, já por três anos seguidos, recebe nota 4 no ENADE, (numa escala que vai até 5) que é um exame em que se atesta o conhecimento dos alunos em final de curso. A Faculdade Reges de Dracena está, sem dúvida alguma, entre as melhores do país.
Ainda, a comprovar sua excelência, 50% dos alunos do Curso de Direito foram aprovados no exame da Ordem dos Advogados do Brasil, que tem reprovado em massa os candidatos a advogado. São milhares de bacharéis reprovados anualmente por todo o Brasil e esse número gigantesco de aprovações só vem comprovar o sucesso que os alunos da Reges têm colhido.
Mas nada se dá ao acaso. O Professor Gonzaga, cérebro e criador dessa rede de ensino, dá o sangue para ver a instituição brilhar. Se o professor é bom, dedicado, mas lhe falta aperfeiçoamento em sua disciplina, a Faculdade lhe paga o curso de mestrado ou doutorado. Aperfeiçoa o mestre para melhorar o canal de instrução para o aluno.
A atualização e adequação da biblioteca é outro fator relevante. Se o aluno não puder ou não quiser comprar os livros necessários, e o curso de Direito exige centenas deles, a biblioteca fornece todo o material necessário para uma brilhante carreira.
A parceria feita com a Revista dos Tribunais é outra fonte de inesgotável saber jurídico à disposição dos alunos para que possam conhecer as decisões dos tribunais superiores e concluírem o curso com a experiência necessária para resolver grandes causas.
O professor Gonzaga também não economiza quando se trata de adequar as instalações às necessidades da clientela. Está fazendo uma verdadeira revolução física do prédio para receber pessoas com deficiência leve ou grave. Foram suprimidas as escadas e substituídas por rampas suaves por onde cadeirantes e pessoas com dificuldades de locomoção circulam com facilidade.
A cereja do bolo foi a instalação do CEJUSC, (centro judiciário de solução de conflitos), onde pessoas encontram, em muitos casos, a solução jurídica para seus problemas, não precisando apelar para ações demoradas e desgastantes. Além de ampliar o atendimento jurisdicional para a população em geral, propicia ainda aos alunos a prática jurídica de que eles necessitam para desempenhar suas funções futuras.
Enfim, a Faculdade Reges de Ensino pode ser considerada um dos pulmões culturais da cidade.
 
Foto:Arquivo JR
                                                                                                           Thereza Pitta

IMAGENS