Dracena, Segunda-Feira - 18 de Dezembro de 2017
Valdomiro Nunes

Uma comerciante foi assaltada na noite desta segunda-feira (4), próximo a sua residência, no Jardim Prudentino, em Presidente Prudente. Segundo a Polícia Militar, a vítima foi rendida por quatro homens armados com pistolas, que levaram uma bolsa contendo cerca de R$ 280 mil e celulares. Três pessoas foram presas.

A Polícia Militar foi acionada por volta das 20h desta segunda-feira (4) e informada, inicialmente, de que os assaltantes estavam em um veículo VW Gol, de cor prata, os quais fecharam e atiraram no pneu do carro da vítima, a renderam e levaram cerca de R$ 250 mil. Depois, foi apurado que se tratavam de cerca de R$ 280 mil e que o carro envolvido era um VW Golf.

Ainda conforme a Polícia Militar, o celular da vítima, que estava na bolsa, foi rastreado pelos militares e sinalizou que estava em uma casa no Jardim Vale do Sol, também em Presidente Prudente.

Conforme consta no Boletim de Ocorrência registrado na Delegacia Participativa de Presidente Prudente, os militares mantiveram contato com o morador de uma casa vizinha àquela em que estava o aparelho e, por cima do muro, visualizaram um homem que já era conhecido pelos policiais.

O suspeito notou a presença dos militares e jogou duas armas sobre o sofá e correu para fora da residência na companhia de outro suspeito.

O policial “gritou aos seus colegas, alertando sobre tal fato”, entrou pelos fundos da casa e encontrou duas pistolas de calibres 9mm e 765 com carregadores municiados sobre o sofá e dois celulares da vítima em uma sacola. Foram localizadas 50 munições de calibre 38 no armário de um banheiro e uma munição, de mesmo calibre, no chão da sala. Também foram encontrados a bolsa da vítima e mais seis celulares espalhados pela casa, que podem ser dos criminosos.

Um VW Golf, que havia sido roubado no Estado do Paraná, foi localizado na garagem do imóvel. Dentro do carro foi encontrada uma cápsula deflagrada, que pode ser a que foi disparada contra o carro da vítima.

 

Prisões

 

Três homens, de 19, 30 e 35 anos, foram presos e encaminhados para a Delegacia Participativa de Presidente Prudente.

Na delegacia, um dos rapazes disse que somente recebeu outros três homens em casa, após o roubo. O outro afirmou não ter participado da ação, não conhecer os demais envolvidos e que somente correu da PM porque “estava no local para furtar um carro e levá-lo para o Paraguai”.

O terceiro preso confessou o crime, a posse das armas e munições e do VW Golf, e disse que teria cometido o crime com outros dois comparsas, sendo que os dois que foram presos com ele não teriam relação com o crime.

Consta no Boletim de Ocorrência que parte do dinheiro não foi recuperada, podendo ter sido pega por populares, uma vez que os autores alegaram que haviam perdido uma parte da quantia. A polícia também suspeita de que o dinheiro não recuperado pode ter ficado com o ladrão não localizado.

Segundo o registro policial, foram recuperados R$ 250.800,00 dos cerca de R$ 280 mil levados.

Após analisar os fatos e provas, a Polícia Civil ratificou a voz de prisão dada aos três detidos, uma vez entendido “que todos tiveram participações”. Não foi arbitrada fiança e os envolvidos serão encaminhados para o Centro de Detenção Provisória (CDP) de Caiuá, caso as prisões sejam mantidas pela Justiça na audiência de custódia. Os autores foram indiciados por roubo, constrangimento ilegal e receptação.

 

 

Publicidade
© 2013 | Valdomiro Nunes | Todos os Direitos Reservados
Desenvolvido por: abcRede Telecom