Dracena, Domingo - 22 de Abril de 2018
Vítima tem parte da orelha e do lábio arrancados durante ataque de cão da raça bull terrier   21/04/2018 18h43  Atualizado há 12 horas Uma pessoa de 33 anos, que não teve o sexo divulgado, foi vítima de ataque de um cão da raça bull terrier na noite desta sexta-feira (20), no Jardim Nova Planaltina, em Presidente Prudente. A vítima teve parte do lábio inferior e parte da orelha direita arrancados pelo animal, conforme consta no Boletim de Ocorrência. Uma equipe da Polícia Militar compareceu ao local e foi informada pela proprietária do cão que a mesma abriu o portão de sua casa para conversar com sua irmã, momento em que seu cachorro, da raça bull terrier com cerca de quatro anos e meio de idade, aproveitou que a grade interna da residência estava aberta, passou pelo portão entreaberto e correu por duas quadras até encontrar com a vítima. Segundo o registro policial, a vítima abria o portão para entrar em sua casa e não fez nenhum tipo de gesto ou provocação que pudesse provocar o ataque do cão. O animal arrancou parte do lábio inferior e parte da orelha direita da vítima, a qual foi socorrida por uma unidade do Resgate do Corpo de Bombeiros até o Hospital Regional (HR). Ela permaneceu em observação na unidade de saúde, mas sem risco de morte, de acordo com o boletim. A proprietária do cachorro, que foi relacionada como autora na ocorrência, ainda esclareceu à polícia que sua casa possui muro alto e portão fechado. Segundo ela, ainda tem uma grade interna para impedir a aproximação do bull terrier do portão, porém, um de seus demais cães consegue abrir o portal da referida grade. A dona acredita que tal cachorro deve ter aberto o portão e o bull terrier aproveitou a situação e conseguiu sair do quintal. O caso foi registrado na Delegacia Participativa da Polícia Civil como lesão corporal culposa e omissão cautela na guarda/condução de animais.   G1
Balcão de Empregos da Sedepp disponibiliza 518 vagas de emprego SECRETARIA MUNICIPAL DE COMUNICAÇÃO     Balcão de Empregos da Sedepp disponibiliza 518 vagas de emprego   Nesta sexta-feira (20/04), o Balcão de Empregos da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico de Presidente Prudente (Sedepp) oferece 518 oportunidades de trabalho. As vagas são oferecidas para Presidente Prudente e região. O Balcão de Empregos, que fica na Rua Marrey Júnior, 250, Jardim Bongiovani. Telefone (18) 3918-4200. Para quem busca uma colocação no mercado de trabalho, confira as oportunidades: 01 vaga para engenheiro civil, arquiteto ou advogado. É necessário ensino superior completo; Experiência necessária: Em prospecção de novos terrenos e aprovação de projetos multifamiliares em órgãos públicos. Prospecção ativa e negociação de novos negócios para a CIA. Acompanhamento na elaboração de projetos de implantação de condomínios e loteamentos. Compatibilização de projetos necessários para aprovação. Garantir a aprovação dos projetos no prazo definido por meio de CRONOGRAMA PROJECT e definição da estratégia de tramitação nos órgãos públicos. Acompanhar a elaboração de projetos. Resolver questões pertinentes aos processos nos órgãos competentes (prefeituras, cartórios, CETESB, GRAPROHAB, concessionárias); Disponibilidade para início imediato; Conhecimento técnico em Prospecção, Negociação e Legalização de projetos. Conhecimento da legislação. Conhecimento de AutoCAD E PROJECT. Habilidade com pacote Office; Residir na cidade de Presidente Prudente. Enviar currículo para o e-mail: balcao@presidenteprudente.sp.gov.br   01 vaga para Técnico em nutrição.  É necessário curso técnico, com ou sem experiência, residir em Presidente Prudente e REGIÃO. Enviar currículo para o e-mail: balcao@presidenteprudente.sp.gov.br 01 vaga para monitor/pacientes autista. É necessário ensino médio completo, disponibilidade de horário e residir em Presidente Prudente. 01 vaga para auxiliar de enfermagem (maqueiro). É necessário ensino médio completo, curso de auxiliar de enfermagem, com ou sem experiência. 01 vaga para contador. É necessário ensino superior completo em ciências contábeis. Desejável pós- graduação, conhecimento em matemática financeira, boa comunicação e escrita, habilidade em resolver problemas, planejamento e organização, experiência de no mínimo 1 ano na área, Atividades: Controlar e executar atividades inerentes a contabilidade, tais como: auxiliar na elaboração de balancetes e demonstrativos; controles diversos utilizando planilhas; registro do documentos; organização de documentos e classificação contábil; movimentação bancária; apuração de impostos; emissão de notas; etc. 01 vaga para supervisor de armazém. É desejável ensino superior, com experiência de no mínimo 6 meses em gestão de armazém, habilidade em Excel, disponibilidade para horário noturno de domingo a sexta- feira das 22h20 às 5h20 (folga aos sábados). 01 vaga para analista de E-COMMERCE (comercio virtual). É necessário ensino médio completo, experiência mínima de 1 ano em vendas no segmento de e-commerce. Ter organização, boa comunicação verbal e escrita, ser proativo, dinâmico e criativo. Diferencial: experiência na plataforma TRAY. 01 vaga para gerente de loja. É necessário ensino médio completo, desejável ensino superior experiência na função, disponibilidade para viagem e mudança de cidade.  Encaminhar currículo para o e-mail: balcao@presidenteprudente.sp.gov.br 01 vaga para gerente comercial. É necessário ensino superior completo,       experiência comprovada na função, área comercial segmento telefonia, bens de consumo e/ ou atividades P.A.P será um diferencial, CRECI ativo ou disponibilidade para tirar; residir na cidade de Presidente Prudente.  Encaminhar currículo para o e-mail: balcao@presidenteprudente.sp.gov.br 02 vagas para Técnico de segurança do trabalho. É necessário o curso Técnico; Experiência na função e disponibilidade de horário. 02 vagas para líder ou encarregado de produção. É necessário Técnico em Química ou Alimentos com CRQ; Experiência em liderança de equipes operacionais. 01 vaga para auxiliar de controle de qualidade. É necessário ensino médio, com experiência para auxiliar o medico veterinário, com conhecimento em informática (Relatório) e conhecimento e pratica na linha de produção/ alimentos. 01 vaga para recepcionista. É necessário ensino médio completo, experiência de no mínimo 1 ano em atendimento telefônico e convênios médicos; Ter vivência como coordenadora de setor. 01 vaga para auxiliar administrativo. É necessário ensino médio completo, CNH A/B, experiência em contas a pagar, contas a receber, controle bancário; emissão de boleto, emissão de notas fiscais, cobrança, relacionamento com clientes, conhecimento em informática, planilhas e documentos.  01 vaga para assistente contábil/administrativo. É necessário ensino médio completo, experiência de no mínimo 1 ano na função e disponibilidade de horário. 01 vaga para auxiliar financeiro. É necessário ensino médio completo, experiência na função; conhecimento em extrato bancário e rotinas financeiras. 01 vaga para auxiliar de estoque. É necessário ensino médio completo, experiência na função. 01 vaga para auxiliar de estoque. É necessário ensino médio completo, CNH A/B, experiência de no mínimo 2 anos na função. 01 vaga para auxiliar de almoxarife. É necessário ensino médio completo, experiência na função. 02 vagas para almoxarife. É necessário ensino médio completo, desejável ensino superior na área de logística; experiência comprovada na função, residir em Presidente Prudente. 15 vagas para APRENDIZ.  É necessário ensino médio completo. (Administrativo, produção e almoxarifado) residir em Presidente Prudente. 01 vaga para Copeira. É necessário ter ensino médio completo, com experiência na função e disponibilidade para trabalhar 12x36. 02 vagas para cozinheira. É necessário ter ensino fundamental completo, experiência de no mínimo 1ano na função e disponibilidade de horário. Encaminhar currículo para o e-mail: balcao@presidenteprudente.sp.gov.br 01 vaga para cozinheira. É necessário ter ensino fundamental completo, com experiência em chapa e fritadeira e disponibilidade para horário noturno. (trabalhar das 16h às 00h) 01 vaga para auxiliar de cozinha.  É necessário ter ensino fundamental completo, com experiência em chapa e fritadeira e disponibilidade para horário noturno. (trabalhar das 15h às 00h) 01 vaga para auxiliar de cozinha.  É necessário ter ensino fundamental, com experiência na função, residir em Presidente Prudente. 02 vagas para auxiliar de cozinha.  É necessário ensino médio completo, experiência de 2 anos na função, disponibilidade de horário. 02 vagas para salgadeira. É necessário ensino fundamental completo, com experiência na função, residir em Presidente Prudente. 01 vaga para churrasqueiro. É necessário ter ensino fundamental, com experiência na função, residir em Presidente Prudente. 02 vagas para balconista. É necessário ensino fundamental completo, com ou sem experiência na função, disponibilidade de horário e residir em Presidente Prudente. 02 vagas para atendente/caixa. É necessário ensino médio completo, experiência de no mínimo 1ano na função, disponibilidade de horário até as 21horas. 05 vagas para atendente de Fast Food. É necessário ensino médio completo, com ou sem experiência na função. Principais atividades: Atendimento ao cliente, preparo de lanches, batatas, sorvetes e sobremesas, limpeza e organização da loja, disponibilidade de horário, (Sexta 11h às 20h / Sábado 11h às 21h / Domingo 12h às 19h), residir em Presidente Prudente. Enviar currículo e-mail: balcao@presidenteprudente.sp.gov.br 02 vagas para encarregado de mercearia. É necessário ensino médio completo, experiência na função. Atividades: Verificar a exposição das mercadorias nas prateleiras, bem como reserva de espaços destinados aos produtos, verificando também a higiene e limpeza, de modo a zelar pela imagem da loja e manter a qualidade do atendimento do cliente; Acompanhar diariamente  a evolução das vendas, margens, estoque, quebras entre outros indicadores de sua área de atuação, mantendo o respectivo chefe da seção constantemente informado, visando contribuir para análise dos números e busca de medidas que possibilitem alcançar as metas estabelecidas para a unidade; Contribuir para a realização de inventários (diários, parciais, semanais, quinzenais etc.)  de acordo com as necessidades específicas de cada  grupo de produtos, orientando e acompanhando os trabalhos dos funcionários de sua seção, visando a exatidão dos dados relativos a quantidade de produtos inventariados  informados à gerência e às demais áreas da Cia; Contribuir para a redução de quebras,  orientando os funcionários de sua área de atuação  quanto às medidas a serem tomadas para minimizar as perdas. Disponibilidade de horário para trabalhar em escala 6x1.   02 vagas para encarregado de Perecíveis.  É necessário ensino médio completo, experiência na função, conhecer sistema básico em ambiente Windows (Excel, Word, entre outros); capacidade de trabalhar em equipe; comunicação clara e eficiente. Atividades: Contribuir para a realização de inventários (diários, parciais, semanais, quinzenais, etc.), de acordo com as necessidades específicas de cada grupo de produtos, orientando e acompanhando os trabalhos dos funcionários de sua seção, visando à exatidão dos dados relativos à quantidade de produtos inventariados informados à gerência e as demais áreas da companhia;  Acompanhar diariamente a evolução das vendas, margens, estoque, quebras, entre outros indicadores de sua área de atuação, mantendo o respectivo Chefe da Seção constantemente informado, visando contribuir para análise dos números e busca de medidas que possibilitem alcançar as metas estabelecidas para a unidade. Disponibilidade de horário para trabalhar em escala 6x1. 02 vagas para auxiliar de Padeiro ou Padeiro. É necessário ensino Médio completo, experiência na função e disponibilidade de horário. 02 vagas para auxiliar de açougueiro ou açougueiro. É necessário ensino Médio completo, experiência na função e disponibilidade de horário. 01 vaga para açougueiro. É necessário ter ensino fundamental completo, experiência em desossa. 01 vaga para Sushiman. É necessário ter ensino fundamental completo, experiência de no mínimo 03 meses na função e disponibilidade de horário. 03 vagas para garçom. É necessário ter ensino fundamental completo, experiência na função e disponibilidade para horário noturno. (trabalhar das 16h às 00h) 02 vagas para costureira. É necessário ensino fundamental, experiência em consertos e confecções. 02 vagas para cabeleireira (o). É necessário ensino fundamental completo, com experiência com corte, escova, maquiagem e penteado, para trabalhar de terça a sábado em salão na área central de Prudente. Aberta para Prudente e Região. 02 vagas para sapateiro. É necessário ensino fundamental, experiência na função e disponibilidade de horário. 01 vaga para descarnador (operar a maquina descarnadeira). É necessário ensino fundamental completo, experiência comprovada em CTPS – 01 ano na função, preferencialmente residir em Presidente Prudente. 01 vaga para fuloneiro (operar fulão de curtimento). É necessário ensino fundamental completo, experiência comprovada em CTPS – 01 ano na função, preferencialmente residir em Presidente Prudente. 01 vaga para trabalhador rural. É necessário ensino fundamental completo, experiência em lidar com gado bovino, trabalho braçal e manutenção geral da propriedade,  disponibilidade para residir na propriedade. 01 vaga para instalador de cortinas. É necessário ensino fundamental completo, com experiência, disponibilidade de horário. 02 vagas para encarregado de limpeza.  É necessário ensino médio completo, experiência mínima de um ano em coordenar equipe. Enviar currículo para o e-mail: balcao@presidenteprudente.sp.gov.br 02 vagas para encarregado de limpeza. É necessário ensino médio completo, experiência em coordenar equipe. Encaminhar currículo para o e-mail: balcao@presidenteprudente.sp.gov.br 02 vagas para encarregado de limpeza. É necessário ensino médio completo, CNH A/B, experiência em coordenar equipe,  disponibilidade para viagem. Encamin
Número de casos de febre amarela cresce 57%; mortes aumentam 41%       r da Agência Brasil  Brasília Em menos de um ano, o Brasil registrou 1.157 casos de febre amarela e 342 mortes decorrentes da doença. Os números são do Ministério da Saúde e contabilizam os registros feitos entre os dias 1º julho de 2017 e 17 de abril deste ano. No mesmo período do ano passado, foram 733 casos e 241 mortes confirmados. Os números apontam um crescimento de 41,9% no número de mortes e 57% no total de casos. Os estados com maior número de notificações no período são: São Paulo (2.558), Minas Gerais (1.444), Rio de Janeiro (453) e Paraná (110). Quanto aos óbitos, praticamente todos estão concentrados em Minas Gerais (156), São Paulo (120) e Rio de Janeiro (64), à exceção de uma morte ocorrida no Distrito Federal e outra no Espírito Santo. No Rio, Secretaria de Saúde abre posto de vacinação contra a febre amarela - Tomaz Silva/Agência Brasil Segundo o Ministério da Saúde, a preocupação em relação à doença decorre não só do aumento do número de registros em relação ao ano passado, mas devido ao fato do vírus estar circulando em regiões metropolitanas com maior contingente populacional, o que pode gerar mais infecções, inclusive em áreas que nunca tiveram recomendação de vacina. Sintomas e prevenção A febre amarela é uma doença viral que causa dores no corpo, mal-estar, náuseas, vômitos e, principalmente, febre. Os sintomas duram em média três dias. Em alguns pacientes, o vírus da febre amarela ataca o fígado. São as complicações hepáticas que levam as pessoas infectadas a ficar com uma cor amarelada, daí o nome febre amarela. Segundo o Ministério da Saúde, estima-se que em torno de 30% das pessoas que contraem a doença podem morrer, se não forem diagnosticadas precocemente. Caso tenha tais sintomas, a recomendação é a de que o paciente busque imediatamente atendimento adequado nas unidades de saúde. Já a prevenção ocorre principalmente por meio da vacinação. Desde o fim de março, o Ministério da Saúde ampliou para todo o território nacional a recomendação para a vacina contra febre amarela.
Mais de 1,4 mil travestis e transexuais pediram nome social no título       a Agência Brasil  Brasília Levantamento do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) revela que, até a última semana, 1.465 travestis e transexuais haviam solicitado à Justiça Eleitoral a inclusão do nome social no título de eleitor e que  791 eleitores tinham pedido alteração da identidade de gênero no Cadastro Eleitoral. Os dados parciais foram divulgados nesta sexta-feira (20).Os pedidos começaram a ser apresentados aos cartórios eleitorais no dia 3 deste mês. A opção pela autoidentificação foi reconhecida pelo TSE em sessão administrativa realizada no dia 1º de março deste ano. Nome social é a forma como transexuais ou travestis querem ser reconhecidos socialmente. Já a identidade de gênero estabelece com que gênero (masculino ou feminino) a pessoa se identifica.  Inclusão do nome social no título de eleitor pode ser pedida até 9 de maio (Arquivo/Agência Brasil) Quem optar pela mudança no cadastro eleitoral – inclusive a emissão de novo título com o nome social – tem prazo até 9 de maio para fazer o registro, já válido para as eleições geraisde outubro. A inclusão do nome social e a atualização da identidade de gênero podem ser feitas no cartório ou no posto de atendimento que atenda à zona eleitoral da pessoa interessada. Basta apresentar um documento de identificação com foto no ato da solicitação, informa o TSE.   Em todo o país   Segundo o TSE, os pedidos foram apresentados por eleitores de 551 municípios de todos os estados e do Distrito Federal, incluindo 25 capitais. Apenas as capitais de Sergipe (Aracaju) e do Piauí (Teresina) não tinham nenhum pedido registrado até a última semana. A pesquisa também mostra que 678 eleitores do gênero atual masculino pediram a inclusão do nome social no título, em comparação com as solicitações de 787 pessoas registradas como do gênero feminino. O município com mais requerimentos para inserção do nome social foi São Paulo, com 129 solicitações, 68 de eleitores do gênero atual feminino e 61 do masculino.   A alteração do gênero e a respectiva inserção do nome social no Cadastro Eleitoral foi solicitada por 235 eleitores do gênero atual masculino e 556 do feminino. A capital paulista também foi a cidade com o maior número de solicitações: 73, no total.   Mutirão   Para a presidente da Associação Nacional de Travestis e Transexuais (Antra), Keila Simpson, avalia que o processo de inclusão do nome social no título e a mudança de gênero no cadastro eleitoral são iniciativas que resguardam o direito dessa população. "A população trans precisa ser 'visibilizada', e essa iniciativa é superimportante para garantir a cidadania dessas pessoas", avalia. Sobre os números apresentados pelo TSE, Keila considerou o resultado ainda pequeno, levando em conta o tamanho da comunidade trans em todo o país, e questionou a divulgação de dados parciais.    "Soltar um número preliminar, dentro de uma iniciativa tão importante como essa, tem um lado positivo, mas pode desanimar que ainda não fez a solicitação. No caso de Teresina, por exemplo, em que o TSE diz que não houve registro, sabemos de amigas que fizeram a solicitação, que talvez ainda não tenha sido computada nessa parcial", afirmou. Keila informou que a Antra iniciará um mutirão, na semana que vem, para que travestis e transexuais de todo o país possam ir aos cartórios eleitorais solicitar a inclusão do nome social e eventual alteração na identidade de gênero.    Na opinião de Keila, outro fator que pode estar pesando no baixo número de solicitações é a expectativa em torno da regulamentação, pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), de decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), do dia 1º de março, que garantiu às pessoas transexuais e transgêneros o direito de alterar nome e sexo no registro civil sem necessidade de fazer cirurgia de redesignação sexual, nem de apresentar laudo médico pericial.A maioria da Corte também decidiu que não é mais preciso ter autorização judicial para fazer a mudança, ou seja, os processos de retificação do registro civil vão ocorrer por via administrativa, sem necessidade de judicialização. "Talvez muitas pessoas não tenham ido fazer a mudança no cartório eleitoral por estarem esperando a regulamentação do Acórdão 4.275 do STF para poder retificar os documentos pessoais todos de uma vez", acrescentou Keila Simpson.
Conselho Tutelar realiza eleição para novos suplentes     Por ASSESSORIA DE IMPRENSA Prefeitura   A presidente do Conselho, Eloisa Siniciato e o dr. Rui Bodini, promotor de justiça, falaram sobre o trabalho do Conselho Tutelar no município (Foto: Divulgação) O Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Junqueirópolis realizou no último dia 10, na Divisão Municipal de Educação, a eleição de novos conselheiros tutelares suplentes para município. A eleição foi a última fase do processo de escolha suplementar realizado, que convocou os candidatos do processo seletivo de 2015 que não chegaram a concorrer as vagas de titulares e suplentes, dando oportunidade para que os mesmos passassem neste momento por avaliação psicológica e eleição.  A  presidente do CMDCA, dra. Eloisa Bodini Siniciato Ueda, destacou que as eleições dos membros do Conselho Tutelar na cidade, ocorrem através de colegiado formado por representantes das organizações sociais governamentais e não-governamentais de atendimento aos direitos da criança e do adolescente, conforme disposto na Lei Municipal 2905/14, sendo que este pleito é realizado a cada quatro anos ou a qualquer tempo no caso de inexistência de suplentes, situação ocorrida neste momento. Os suplentes eleitos serão chamados conforme a ordem de classificação que será do mais votado ao menos votado, em caso de vacância do cargo de Conselheiro Tutelar por motivo de férias, licença ou exoneração dos conselheiros tutelares em exercício.  Dessa maneira, o CMDCA torna público os nomes dos novos conselheiros tutelares, suplentes eleitos: 1º suplente - Franciele Francisquetti do Carmo Moura; 2º suplente - Thais Aparecida dos Santos Moura; 3º suplente - Guilherme Alfredo José da Silva; 4º suplente - Zenilda dos Santos; 5º suplente - Sandy Alves Romanini; 6º suplente - Erica Cristina da Silva; 7º suplente - Gustavo Del Bianco. Os candidatos ausentes na avaliação psicológica ou na eleição foram automaticamente desclassificados
Estudante é presa dentro de ônibus com cocaína em fundo falso de mala em Presidente Venceslau       Por G1 Presidente Prudente 20/04/2018 09h37  Atualizado há 1 hora   Droga foi encontrada em fundo falso de mala (Foto: Polícia Militar Rodoviária/Cedida)   Uma estudante, de 21 anos, foi presa na madrugada desta sexta-feira (20) por tráfico de drogas, após abordagem policial realizada no km 616,5 da Rodovia Raposo Tavares (SP-270), em Presidente Venceslau. De acordo com informações da Polícia Militar Rodoviária, foi encontrado 1,7 quilo de cocaína de propriedade da moça dentro de um ônibus. Ainda conforme os militares, a equipe abordou o coletivo, com placas de Presidente Prudente, que fazia itinerário Ponta Porã (MS)-São Paulo (SP) e transportava 20 passageiros, por volta das 0h20. Na ocasião, a estudante apresentou nervosismo e respostas desencontradas. Em seguida, seus pertences foram fiscalizados no bagageiro externo, momento em que um fundo falso foi localizado em sua mala. Após vistoria, os agentes encontraram dois invólucros de cocaína, que totalizaram 1,7 quilo. Questionada, a estudante confessou que foi contratada por um amigo para levar o entorpecente de Pedro Juan Caballero, no Paraguai, até São Paulo (SP). Após o transporte, ela receberia R$ 1 mil pelo trabalho. Com os fatos, a garota foi presa em flagrante pelo crime de tráfico de droga e apresentada na Delegacia da Polícia Federal, em Presidente Prudente. Foi elaborado o recibo de entrega de preso, além do auto de exibição e apreensão da droga. A e permaneceu no cárcere para aguardar a audiência de custódia e posterior encaminhamento para uma unidade prisional.   G1
Mortes de ciclistas aumentam 17,8% no estado de São Paulo    Agência Brasil  São Paulo O número de mortes de ciclistas em acidentes de trânsito aumentou 17,8% no estado de São Paulo no primeiro trimestre deste ano, em relação ao mesmo período de 2017, passando de 73 para 86 ocorrências. Os dados são do Infosiga SP, sistema do governo estadual de São Paulo que divulga dados de acidentes de trânsito. “Vários fatores contribuem para esse dado, entre eles o aumento do número de ciclistas nas cidades. Temos atuado junto aos municípios e contemplado projetos que favorecem esse grupo, incluindo a construção de ciclovias e melhorias na sinalização. Mas é fundamental que os demais atores do trânsito tenham mais cuidado com o ciclista, que merece sempre nosso respeito e atenção”, disse, em nota, Silvia Lisboa, coordenadora do Movimento Paulista de Segurança no Trânsito, programa do governo para redução de mortes no trânsito. A ciclovia da Avenida Paulista permite que o ciclista percorra vias exclusivas da Zona Oeste até a Zona Sul da cidade  - Marcelo Camargo/Agência Brasil Para a diretora da Associação dos Ciclistas Urbanos de São Paulo – Ciclocidade, Aline Cavalcante, a lógica que relaciona a ampliação do número de ciclistas ao aumento das mortes em acidentes é errônea. Segundo ela, esse aumento tem a ver com a diminuição da fiscalização do trânsito. “Todos os dados internacionais, mesmo dados do município aqui de São Paulo e várias outras cidades do Brasil, demonstram que a relação é exatamente inversa: a medida em que se aumenta o número de ciclistas, você diminui o número de mortes, é inversamente proporcional”, disse. Ela explicou que, com o aumento de ciclistas, há uma lógica de construir políticas públicas de incentivo a esse meio de transporte e que a cultura da bicicleta faz com que a sociedade comece a prestar mais atenção nesse modal. “Então, quanto mais se aumenta a visibilidade para a bicicleta, menores são as chances de acidentes fatais, a tendência é diminuir com o tempo”, acrescentou. Aline destacou que é necessário ampliar não somente a malha de ciclovias e ciclofaixas, que em geral são responsabilidade das prefeituras, mas desenvolver, em nível estadual, políticas públicas de mobilidade entre cidades, especialmente na região metropolitana. "[Precisamos de] infraestrutura cicloviária nas rodovias, redução de velocidades em locais onde tem acesso a cidades e integração com transporte de massa [metrô, trem e ônibus intermunicipais]”, avaliou. Mortes no trânsito No mesmo período, o número de mortes em acidentes de trânsito no estado, em geral, registrou queda de 7,1%, passando de 1.298 para 1.206 ocorrências. Somente em março, foram 445 mortes ante 473 no mesmo mês do ano passado, ou seja, redução de 5,9%. Nas vias municipais, a redução foi mais acentuada, apontou o levantamento. Ruas e avenidas tiveram 581 óbitos no primeiro trimestre, queda de 11,4% em relação a 2017, quando foram registrados 656 casos. Já nas rodovias que cortam o estado, foram registradas 512 mortes, redução de 3,6% ante o ano anterior, que teve 531 casos. Os motociclistas lideram as estatísticas de mortes, no entanto, houve redução de 6,8% entre janeiro e março – 412 mortes neste ano ante 442 em 2017. Entre pedestres, também houve queda no número de mortes: foram 337 casos em 2018 contra 377 no ano passado, ou seja, redução de 10,6%. Ocupantes de automóveis aparecem na terceira posição, com redução de 0,7% (275 óbitos contra 277).