Dracena, Terça - 23 de Abril de 2019

Conselho Nacional de Justiça premia projeto dracenense em Brasília

O juiz de direito Marcus Frazão Frota no momento em que recebia a premiação do CNJ.

Legenda foto: O juiz de direito Marcus Frazão Frota no momento em que recebia a premiação do CNJ.

Legenda foto: Caravana de Dracena contou com as presenças de diversas autoridades  que tiveram contato com o presidente do STF, ministro Dias Toffoli.

Legenda foto:  O ministro Dias Toffoli se pronunciou no evento.

 

O projeto “DNA Conciliado é Legal” foi premiado nesta última terça-feira (5) em Brasília, dentro da 9ª edição do Prêmio Conciliar é Legal, organizado pelo Conselho Nacional de Justiça. O prêmio foi entregue pelo presidente do Supremo Tribunal Federal Ministro Dias Toffoli, que também é presidente do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e Conselheiros do CNJ.

Estiveram presentes na solenidade o prefeito de Dracena Juliano Brito Bertolini; o juiz de direito Marcus Frazão Frota; o diretor executivo da Fundec Edson Kai; aresponsável pela implantação do núcleo de genética, IMESC Karen Amato; primeira dama do município de Dracena, Ana Carolina Bertolini; a secretária de assuntos jurídicos de Dracena Alessandra Scarpini Alves; a coautora do projeto DNA é Legal e gestora do CEJUSC em Dracena Maria Dias Medeiros; diretor de comunicação da Fundec Fernando Nunes; o diretor acadêmico da Unifadra Enio Garbelini e o deputado federal Enrico Misasi.

O projeto dracenense é realizado por meio de uma parceria entre o Instituto de Medicina Social e de Criminologia de São Paulo – IMESC, o Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania da Comarca de Dracena/SP – CEJUSC, instalado no CEDRAC, a Faculdade Unifadra/Fundec (com os cursos de Enfermagem e Psicologia) e a Prefeitura Municipal de Dracena.  O prêmio está na categoria Juiz Individual (Justiça Estadual), na pessoa do Dr. Marcus Frazão Frota, da Comarca de Dracena. “O prêmio maior foi da população, que pode fazer seu exame de DNA de forma gratuita”, enfatizou Frazão.

O “DNA Conciliado é Legal” foi organizado pela gestora do CEJUSC Maria Dias Pereira de Medeiros, com a coautoria do juiz de direito Marcus Frazão Frota, incentivador que inscreveu o projeto no prêmio que elevou o trabalho ao melhor do país. Segundo Maria Dias, a parceria criou uma Central Regional Descentralizada do IMESC no município de Dracena e passou-se a realizar exames de DNA gratuitos aos necessitados da região, acoplando sua estrutura a um posto avançado do CEJUSC Dracena, localizado no CEDRAC – Centro Dracenense de Atendimento ao Cidadão.

O curso de Enfermagem da Unifadra/Fundec é responsável por todas as coletas de materiais genéticos que são realizadas no CEDRAC semanalmente, estando em contato direto com os núcleos de genética do IMESC. "A Fundec, por meio de seu curso de Enfermagem, cumpre o seu papel social com a comunidade na prestação de serviços gratuitos e de alto nível. A premiação vem coroar esse excelente trabalho de parceria”, destacou Edson Hissatomi Kai, diretor executivo da Fundec.

“Essa é uma das maiores ações de cidadania dentro do Judiciário. A parceria de todos os envolvidos é essencial para a prestação desse serviço para a população regional em busca da garantia da cidadania e agilidade nos exames de paternidade”, destacou Maria Dias.

O prefeito Juliano Brito Bertolini destacou que está muito feliz com essa premiação reconhecida pelo CNJ. “Os resultados são os frutos de um trabalho que estamos desenvolvendo desde o início de 2017, para oferecer um serviço de qualidade e tão importante para a comunidade em um local pensado justamente para atendimentos humanizados”, comentou o prefeito.

Com o projeto, diminui-se o tempo de espera para as famílias, diminui-se o gasto estatal com processos judiciais e se estabelecem soluções consensuais de forma mais humanizada para a população de Dracena e região.

 

IMAGENS